Comments

Design e acessibilidade: como o UX pode tornar a tecnologia mais inclusiva

Quando falamos em UX Design, muitas pessoas acreditam que estamos conversando apenas sobre desenvolver um aplicativo/site/sistema que seja útil para os usuários. Mas além disso, o UX Design é uma forma de garantir acessibilidade e inclusão para pessoas com deficiência. 

Para entender mais sobre o tema, acompanhe o nosso material de hoje (Design e acessibilidade) e veja como sua empresa pode garantir mais acessibilidade através do UX Design. Boa leitura. 

O UX Design

Antes de falar sobre a acessibilidade no UX Design, vamos entender ao certo a importância dele. 

Quando vamos desenvolver qualquer produto, seja ele físico ou digital, impresso ou não, sempre pensamos no usuário final deste produto. Se, por exemplo, você tem uma empresa que confecciona roupas, você vai pensar no design, material, custo-benefício, qualidade e em como a pessoa será impactada através do seu produto. É claro que o sonho de todo empresário é que seu produto chegue até o seu público de forma positiva e, por isso, todos esses pontos devem ser levados em consideração. 

Além do mais, antes de desenvolver este produto, também é essencial levar em consideração qual o público, a cultura, a vivência, a classe social e a idade desse público, já que a linguagem, a comunicação e até a entrega deste produto pode variar em função de tais dados.

E é aí que o UX Design entra. Ele tem relação direta com tudo o que citamos acima. Se você, por exemplo, vai desenvolver um aplicativo para a sua empresa, é primordial que ele seja desenvolvido seguindo os princípios de UX Design, já que isso pode garantir que o seu consumidor seja afetado de forma positiva e que o seu app. supra as necessidades do seu consumidor final. 

Design e acessibilidade

Quando falamos em acessibilidade e design, deixamos claro que queremos que você leve em consideração todos os tipos de consumidores do seu produto. Existem consumidores cegos, surdos, com deficiência motora… e pensar em cada um deles hoje não é mais um diferencial e sim uma necessidade. 

Desta forma, ao desenvolver um sistema/app./site para a sua empresa, você deve levar em consideração alguns pontos, como:

Flexibilidade de uso, onde cada usuário consegue utilizar o mesmo produto de uma forma igual;

Uso equitativo, onde o design é útil e vendável para pessoas com diversas capacidades distintas; 

Uso intuitivo e simples ao usuário, onde o design é fácil de compreender independente das capacidades linguísticas, de conhecimento e de experiência do usuário.

Quando você leva em consideração tais pontos, você consegue tornar a tecnologia muito mais inclusiva para o seu usuário.

Mas é importante deixar claro que, ao desenvolver o seu sistema/app./site, você converse com a empresa desenvolvedora para deixar claro tais pontos. Além de garantir um bom posicionamento de marca, você estará tornando o digital algo muito mais acessível. Para saber mais, entre em contato com os nossos consultores. Até o próximo conteúdo. 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

div#stuning-header .dfd-stuning-header-bg-container {background-image: url(https://coopersystem.com.br/wp-content/uploads/2019/12/design-e-acessibilidade.jpg);background-size: cover;background-position: center center;background-attachment: scroll;background-repeat: no-repeat;}#stuning-header div.page-title-inner {min-height: 300px;}
pt_BRPortuguês do Brasil
en_USEnglish pt_BRPortuguês do Brasil